Por que é fundamental ter dentista no hospital? Readaptar próteses frouxas

postado em: Blog | 0

Como já escrevi aqui (http://bit.ly/2tRjzlI), as condições de saúde bucal e as funções de mastigar, deglutir, sugar, falar e respirar são inter-relacionadas: alterações na boca podem prejudicar essas ações e, no sentido contrário, funções inadequadas podem contribuir para o surgimento de problemas bucais e até mesmo em outros sistemas, como o respiratório e o cardíaco.

Nesse contexto, a atuação do cirurgião-dentista (CD) em ambiente hospitalar é fundamental quando o paciente está em alimentação através de sonda e chega o momento de reintroduzir a dieta via oral, mas as próteses removíveis do paciente estão “folgadas” e desadaptadas, muitas vezes devido à perda de peso excessiva. VAMOS DISCUTIR ISSO MELHOR?

O fato é que pessoas com doenças debilitantes, como câncer ou hospitalização por longa data, tendem a perder peso. Essa perda de tecido ocorre em todo o organismo, inclusive na boca, fazendo com que as próteses removíveis fiquem desadaptadas.

Inicialmente, o paciente não percebe esse desajuste, pois o uso das próteses removíveis foi interrompido. Porém, quando sua condição de saúde fica estável ao ponto de a equipe de saúde decidir em reintroduzir a dieta via oral, a Fonoaudiologia inicia terapias para readequar mastigação e deglutição e solicita que o paciente recoloque as próteses.

Em alguns casos, essa desadaptação é tanta que torna-se impossível usar as próteses do jeito que estão. E sem as próteses, restabelecer mastigação e deglutição também fica difícil.

Nessas circunstâncias, a presença do CD na equipe é primordial. Para resolver essa situação, podem ser confeccionadas novas próteses mas, na maioria dos casos, opta-se por readaptar as antigas, por meio do REEMBASAMENTO, que é um procedimento que visa readaptar a prótese folgada ao formado atual da boca por meio da adição de uma camada de material compatível à superfície interna da prótese. Este procedimento pode ser direto, quando realizado no consultório, ou indireto, quando confeccionado em laboratório protético.

Esse é apenas mais um procedimento que o dentista pode realizar em hospital. Há muitos outros. A presença do CD na equipe multidisciplinar diminui os custos e o tempo de internação, além de dar maior conforto para os pacientes, com uma assistência de saúde mais humana, eficiente e harmoniosa.

#DraCecíliaAguiar #MuitoAlémDosDentes #OdontologiaHospitalar #Odontologia #Prótese #Reembasamento #Fonoaudiologia