Mau hálito na academia?

postado em: Blog | 0

dia-22Quem me conhece melhor sabe que eu tenho praticado musculação há 15 anos, mas este ano decidi encarar os treinos com mais seriedade. Uma cena frequente, que presencio e que ouço relatos de colegas nesse ambiente, é a de alguém malhando… e exalando um hálito super forte… Chato, não? Por isso, decidimos fazer uma série de postagens sobre o tema.

Hoje escreveremos sobre os suplementos nutricionais, substâncias que ajudam na performance de quem pratica esportes, mas que também podem favorecer a halitose. Vamos entender melhor?

Esses suplementos nutricionais fornecem ao organismo uma dose alta de proteínas, vitaminas e minerais para serem utilizados no metabolismo do atleta, ajudando a atingir os resultados de ganho de massa magra.

Acontece que essas proteínas, em grandes quantidades, favorecem a halitose bucal, por modificar o pH da saliva, deixando-a mais alcalina, favorável ao metabolismo de bactérias bucais que liberam gases mau cheirosos ricos em enxofre.

Para completar, favorecem também a halitose sistêmica, com eliminação de odor desagradável tanto pela boca quanto pela narina (na prática, o mau hálito se espalha mesmo de boca fechada). Isso porque, no processo de digestão e absorção dessas substâncias, podem ser eliminados compostos voláteis ricos em enxofre, que circulam pela corrente sanguínea e alcançam os pulmões, sendo eliminados com odor forte junto ao ar expirado.

Treinar é gostoso e faz bem à saúde, e com hálito agradável é tudo de bom, não é mesmo? Assim, em caso de alteração em seu hálito durante o treino, é fundamental procurar atendimento com nutricionista e com cirurgião-dentista para te ajudarem a contornar o problema.

* Próxima postagem sobre o tema será sobre termogênicos

#HálitoRN #DraCecíliaAguiar #MuitoAlémDosDentes #Hálito #MauHálito #Halitose #Treino #Academia #Fitness #Suplementos #Proteínas #HalitoseBucal #HalitoseSistêmica