postado em: Blog | 0

dia09v2Os mamíferos lambem feridas com o instinto de ajudar a cicatrização e provavelmente conhecemos alguma pessoa que faz isso, não é verdade? Mas será que a saliva pode mesmo curar feridas?

Sobre esta questão existem muitos debates e controvérsias.

Primeiro, porque uma ferida na boca pode ser curada cinco vezes mais rápido do que uma ferida em outra parte do corpo e além disso, não deixa cicatrizes.

Some-se a isso que na saliva já foram verificadas substâncias analgésicas e antimicrobianas, o que leva algumas pessoas a afirmar que isso favorece uma cicatrização mais confortável e com menor risco de infecção.

Em contrapartida, a boca é um ambiente muito contaminado e diversas bactérias, fungos e vírus são patogênicos e acabam saindo junto com essa saliva, podendo infectar essas feridas.

Como os riscos de “lamber feridas” são muito mais garantidos do que os benefícios, vamos combinar que “é melhor prevenir que remediar” e usar antissépticos registrados na ANVISA, não é mesmo?

HálitoRN #DraCecíliaAguiar #MuitoAlémDosDentes #Saliva #Imunidade #Saúde #BemEstar #DicaSaúde #Halitologia #Microbiologia #Imonulogia